abril 10

Tags

Erros Clássicos das Mulheres – Parte I: Discutir a Relação

 

 

Do jeito que o mundo anda, cada dia mais perverso e amoral, onde os discípulos de Maquiavel comungam da infame teoria de que os fins justificam os meios e trazem de volta as mais arcaicas e ultrajantes práticas de tortura aos conflitos ao redor do globo, em breve assistiremos ao uso indiscriminado da mais temida e aterrorizante modalidade entre elas: a DISCUSSÃO DA RELAÇÃO COM A FICANTE – NAMORADA -ESPOSA!!!!!

 

Para qualquer homem nesse planeta, independentemente da cor, etnia, cultura, faixa etária ou classe social, trata-se sem sombra de dúvida do supremo flagelo do saco escrotal!!! Entre os homens não há instrumento mais poderoso de compaixão, misericórdia e solidariedade do que trazer à tona tal suplício vivido na primeira pessoa do singular numa roda de amigos: “Puta que o pariu!!!! De novo?!?!?”, “Minha Nossa Senhora, você vai pro Céu!!!!”, “Não, não me fala disso que eu tô pluritraumatizado!”, “Cara, prefiro a morte logo de uma vez…”. São todos exemplos de reações espontâneas e genuínas que ouvimos todas as vezes que algum pobre diabo toca nesse assunto. A incredulidade e a incapacidade masculina de compreender o objetivo de vocês …

 

Trecho do texto “Erros Clássicos das Mulheres – Parte I: discutir a relação” do livro Desvendando os Homens: do Blog ao Livro

Copyright © 2012-2015 Eugenio Campello Costa

Todos os direitos reservados