novembro 11

Tags

Deia: E a coragem de fechar a “farmácia”

Já é coisa superada, do meu passado. Na época achava que era meu grande amor, tivemos um namoro de quase um ano, muito intenso, ele ciclo 1 na época, mas já havia tido um casamento rápido, tinha filho e mais de 2 anos de separado. E havia bagunçado muito já… . Cometi tudo o que vc fala para não fazermos. Enfim, ele mesmo estando comigo começou a ficar com outra. Só sei que errei viver em condomínio e ser farmácia 24 hrs. Qdo vi começou a NAMORAR com ela sem terminar comigo. Vivemos um triângulo quase um ano até que eu, já sem forças, no fundo do poço, quase depressiva, magra, com a vida profissional e familiar em colapso, recebendo telefonemas anônimos (imagino que da outra e das amigas), desisti. Peguei nojo, aversão.

Claro que o sultão (hj sei) me deixou quase louca, fazia escândalo na frente da minha casa, não aceitava ter perdido a farmácia. Naquela época não haviam as redes sociais de hj, no máximo celular com torpedos. Só encontrei com ele uma vez, ele meio que forçou a barra, mas não ficamos. Minha amiga não deixou. Hj agradeço a ela por isso….
Sofri por uns dois anos. Nesse tempo ele CASOU com ela e com poucos meses de casado me ligou no telefone residencial, se fazendo passar por outra pessoa. Disse que nunca me esqueceu. Que não conseguia ligar no celular, que queria falar comigo….
Eu deixei bem claro que o tempo dele havia acabado e ele sumiu. Foi difícil, mas foi uma libertação e dei graças por não ter dado certo…

Anos depois, minha melhor amiga (que se casou com o melhor amigo dele) contou que ele falou para o marido dela que me amava, que queria mesmo ficar comigo, mas que EU NÃO LUTEI POR ELE….. Ela levou anos para me contar pois tinha medo que eu fraquejasse. Se ele REALMENTE quisesse que lutasse por mim, não é? Mesmo não tendo blog na época, instintivamente eu sabia que homem qdo quer resolve as coisas. Essa conversa mais me irritou do que provocou alguma emoção em mim. Acho que serviu mesmo para eu enterrar a história de vez. Falso… E hj eu sei que sou muita coisa para ele.

Hj até o vejo esporadicamente, mas nem olho na cara. Ele tbm faz cara de pouco caso, mas creio que é pq sente minha indiferença, como vc escreve naquele texto.

Só escrevi mesmo pois graças ao blog percebo como ele é canalha… E como os discursos deles se repetem. E espero contribuir pq vejo tantas garotas iludidas com falas desse tipo dos malandros…

Essa história tem detalhes terríveis, pois fui muito insultada pela outra. Ela inventava coisas sobre mim. Mas nunca o redimi da culpa. Se ela me humilhava, é pq ele permitia. Se fosse homem de verdade, teria cortado. Mas acho que o ego dele precisava….

….

E A CONTINUAÇÃO

Obrigada amigo, pelas palavras.
Essa história durou alguns anos e tem muitos detalhes e mesmo resumindo, o texto ficou grande. Mas não não vejo problemas em escrever mais. É coisa superada e não acredito que seja reconhecida.

Ele casou com a mulher por quem fui trocada. Eu a chamei de dissimulada pq como relatei acima, ela fazia fofoca de mim, inventava para ele coisas que eu nunca fiz. Se fazia de vítima e de coitada, pois na época eu tinha carro e ela não e eu tinha uma condição econômica e social melhor que a dela e que a dele e tbm tinha mais estudo. Ela inventava que eu a perseguia de carro, que ligava no trabalho dela para prejudicá-la. Dava uma de garotinha pobre humilhada pela mais poderosa. Na verdade, ela e as amigas (não tenho provas) me ligavam anonimamente.

Eu nunca fiz isso!!! Tinha uma profissão onde não pega bem me envolver em barracos e tbm sou tímida, aguentava tudo calada, achando que ele ia me defender…. Ela chegou a falar pra ele que eu arrumei um jeito do pai dela saber que ele tbm ficava comigo. O pai dela não aceitava ele e aí já viu né.

Hj posso dizer que só depois que superei a dor, a necessidade de ver a desgraça dos dois (sim, desejei muito isso) e perdoei (sim, e faz pouco tempo) é que consegui ver o meu valor e resgatar minha auto estima.
Hj sei que se ele fez o que fez foi pq EU permiti Qdo compreendi que ele foi até onde foi pq EU deixei, minha mágoa foi diminuindo, até acabar. Hj eu perdoei. Mas não para ele seguir em frente, pq ele nem tem noção do que passei. Perdoei foi para eu deixar de carregar o lixo dos outros dentro de mim. Perdoei sem me forçar a isso. Simplesmente veio o sentimento.
E sugiro àquelas que carregam mágoas: se livrem o quanto antes, só estamos envenenando a nós mesmas. Eles? Eles seguem em frente, tendo filhos, fazendo viagens com a família Doriana, a barriga se chop só crescendo…

Só depois do perdão é que me vi novamente como uma mulher que poderia ser, nem digo amada, mas desejada, que desperta olhares…. E realmente, foi nessa fase que começaram a aparecer outros caras. São jumentos tbm, mas pelo menos voltei a me sentir mulher novamente, pq desde qdo ele me causou tanta dor, passando pela fase em que eu estava alimentando desejo de vê-los se ferrar e acompanhando de longe a vidinha deles eu me sentia um nada, um ser assexuado, um bagaço, nem olhava ao meu redor… E ninguém me olhava!!! E depois da superação, apareceram caras interessantes!!! Um deles, inclusive, me levou a descobrir o blog. Não deu certo com nenhum ainda, por vários motivos, deles e meus. São jumentos tbm, mas não doentes como o rinoceronte mor, são apenas homens (kkk)…Um sumiu, outro é sultão, (fora os paquerinhas…) mas nunca me humilharam, nunca riram dos meus sentimentos …. Ou talvez por eu estar mais forte, não permito mais que homem nenhum me ferre como aquele. E está pintando um outro no pedaço, mas aí é outra história, mora no exterior e só volta ao Brasil ano que vem.

————————————————————————————————————————-

Nota do Eugenio

Esse texto da Deia é espetacular por vários motivos mas pra mim o mais importante é o da coragem. Porque depois que você faz  TUDO o que é humanamente possível para fazer uma história de amor dar certo, sem entrar no mérito do “certo” ou do “errado” porque isso não existe, é preciso ter uma coragem descomunal pra admitir consigo mesma que não funcionou, que não serviu pra nada, que foi esforço sem resultado. Porque isso dói mas dói muuuuuito. Mas dói e custa muito menos do que continuar insistindo numa coisa que não vai se endireitar mais… E essa é uma daquelas decisões totalmente solitárias que a pessoa tem que fazer na vida. Nessa hora, não tem ninguém do seu lado a não ser a única pessoa que conta de verdade: VOCÊ!!!!

A partir dessa decisão tão corajosa porém, começa a VIRADA!!! Tomar essa decisão é tocar no fundo do poço mas só pra pegar impulso pra começar a subir novamente e subir com força. Porque essa é uma decisão que empodera a mulher, lhe dá de novo o controle da própria vida e sobretudo significa a reconquista da própria autoestima. E a DEIA aqui nos faz um relato emocionante e emocionado desse percurso que é sofrido e tortuoso no início mas cheio de vida e de glória no seu prosseguimento. É um grande exemplo e um grande conforto pra quem está hoje passando por uma situação semelhante e procurando a força interior pra tomar a própria decisão de ressurgir. Por isso em nome de todas as mulheres que hoje estão sofrendo por isso e passam por aqui, eu agradeço imensamente a nossa DEIA pela grandeza de compartilhar tão brilhantemente a história dela conosco. GUERREIRA E VENCEDORA VOCÊ É AMIGA!!!!